sábado, 23 de dezembro de 2017

Empada de roupa velha

Como já sabem, não sou a maior entusiasta do Mundo em relação ao Natal.
É uma época de demasiado consumismo e desperdício mas, e aí tenho de dar as mãos à palmatória, é uma época de grande solidariedade, convívio e felicidade.
Sou uma sortuda porque tenho muitos Natais ao longo do ano. A minha família não é muito grande e estamos reunidos muitas vezes ao longo do ano.
No dia de Natal é certo que há sempre roupa velha (há quem chame farrapo velho também) na mesa. O que não é mais do que as sobras da noite de Consoada que, eu confesso, até me sabe melhor do que muitas vezes na própria noite de 24, com tantas outras coisas na mesa.
Para finalizar o ano deixo-vos uma sugestão para acabar com o desperdício e apresentarem as sobras da Consoada de uma forma bonita e saborosa. Ou então, enganar os miúdos que dizem que não gostam de bacalhau. Acham que resulta?

Um Feliz Natal para todos os que ainda vão passando por aqui e que 2018 vos traga muita felicidade e alegria! E tudo o que vos desejo! Sejam felizes!


Ingredientes:
Para a massa:
300 gramas de farinha (usei 200gr de farinha normal e 100 gr de farinha integral)
1 pitada de sal
azeite q.b
1 ovo batido
água


Para o recheio:
(sobras do jantar da Consoada)
Bacalhau cozido
batatas cozidas
couve cozida e cortada fina
1 cebola
3 dentes de alho
azeite q.b
1 ovo batido


Preparação:
Ligue o forno a 180º
Deite a farinha numa tigela, tempere com uma pitada de sal e azeite e o ovo.
Misture delicadamente e acrescente um bocadinho de água aos poucos, mexendo bem a massa e moldando-a.
Divida em 2 partes iguais e 1 terceira parte mais pequena de massa e reserve.
Desfie o bacalhau e corte as batatas em rodelas.
Coloque numa panela ao lume a cebola picada e refogue em azeite. Junte os dentes de alho.
Adicione o bacalhau, as couves e batatas e salteie tudo cerca de 3 minutos. Deixe arrefecer.
Forre uma forma de tarte com a massa. Coloque o preparado e com a outra porção de massa, estenda e tape de forma a fazer uma empada grande.
Com a pequena porção de massa que sobrou faça umas estrelas e coloque em cima da empada.
Pincele com ovo batido e leve ao forno até cozinhar.


sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Bolachas aromáticas de Natal

E assim chegámos novamente a Dezembro.
Não vou começar a divagar pela milésima vez em como o tempo passa rápido ou em como ia jurar que ainda ontem estávamos em Janeiro.
Estamos em Dezembro, no verdadeiro countdown para o Natal e a única novidade é que já consegui pôr as mãos na massa e saiu a primeira fornada de bolachas (Uh uh é quase milagre de Natal :D
Não gosto nada de fazer compras em shoppings nesta altura (ainda para mais quando dois ou três dias depois do Natal chegam os saldos) e o combinado é oferecer prendas apenas para os miúdos. Mas não resisto a fazer sempre uns miminhos caseiros para alegrar os crescidos.
Compotas e bolachas são o forte mas licores e granola também deixam muitos contentes da vida!
Hoje deixo mais uma receita de bolachas (já há várias no blogue) daquelas que deixa a casa com um aroma delicioso e dão uso às formas que há por casa.
Vamos lá sujar as mãos!




Ingredientes:
120gr de manteiga à temperatura ambiente
1/2 chávena de açúcar amarelo
1 chávena de farinha sem fermento
1/2 chávena de farinha integral (podem usar farinha normal ou outra)
1 pitada de sal
1 ovo
1 colher de chá de canela em pó
raspa de 1 laranja
1 colher de chá de cardamomo em pó (pode não usar)
1 colher de chá de gengibre em pó

Preparação:
Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme fofo.
Adicione o ovo e misture bem.
Junte aos poucos as farinhas, a raspa de laranja e as especiarias misturando bem.
Amasse bem até formar uma bola, (se for necessário acrescente um bocadinho de água) envolva-a em película aderente e deixe repousar cerca de 30 minutos no frigorífico.
Retire a massa do frigorífico e estenda-a numa superfície enfarinhada.
Corte a massa com as formas que gostar mais e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal ou farinha.
Leve as várias fornadas ao forno cerca de 20 minutos a 180º ou até estarem douradas.
Deixe arrefecer e se pretender, decore-as com pasta de açúcar ou glacê.



domingo, 19 de novembro de 2017

Fritatta de ervilhas e miolo de camarão


























Esta época "pré-Natal" é sempre bastante cansativa para mim.
Em todos os trabalhos que tive, este sempre foi um período de grande azáfama. E, embora a época alta dos casamentos seja de Maio a Outubro, esta fase é, por norma, a altura de nos sentarmos em frente ao computador a editar.
Tento sempre entregar o máximo de trabalhos até ao Natal e, por isso, muitas vezes dou por mim embrenhada no trabalho e sem dar pelo passar das horas.
É bom sinal, dizem vocês e bem, mas também é sinal de que tenho pequenos "ai que me esqueci de tirar alguma coisa para o jantar!"
Quem nunca?
Hoje trago (mais) uma receita fácil, super rápida (se for feita tipo omelete na frigideira) e, se levar ao forno tem um tempinho extra para organizar alguma coisa que ficou por fazer.
Acompanha com uma salada e voilá!

Ingredientes(para 4):
6 ovos
1 chávena de ervilhas
1 chávena de miolo de camarão (pode usar salmão ou salmão fumado)
1/4 chávena de leite
1/2 cebola picada
azeite q.b
sal e pimenta q.b

Preparação:
Refogue a cebola em azeite. Junte as ervilhas e o camarão e deixe saltear cerca de 3 a 5 minutos.
Bata os ovos para uma taça e junte o leite. Tempere com sal e pimenta.
Se preferir pode adicionar os ovos na frigideira em lume baixo e deixar cozinhar até os ovos estarem cozidos. Ou pode misturar os ovos e as ervilhas numa forma de ir ao forno e deixar cozinhar cerca de 20 minutos ou até estar cozido.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Massa com cogumelos, espinafres e ovos escalfados


Cá estamos nós para mais um Outono. 
Apesar dos dias quentes que se têm sentido, hoje dou por mim em plena melancolia outonal. Dou por mim a recordar que há 2 meses estava em Itália e, na verdade, parece que passaram muitos mais meses.
Os dias passam a uma velocidade louca e a lista de tarefas não há maneira de diminuir. Não me queixo. Até porque sempre fui mais produtiva quanto menos tempo livre tenho.
Mas com a chegada do Outono sabem bem os dias de dolce fare niente no sofá a ver uma boa série e uma refeição reconfortante. Eles virão! Eles virão!
Assim como o tempo para me dedicar ao blogue! Hoje deixei essa questão no instagram porque há dias em que realmente esta falta de tempo me faz pensar em por o blogue em "stand-by".
Hoje quando vim escrever o post tive a minha resposta. Fui às estatísticas do blogue (coisa que já não fazia há muito tempo) e apercebi-me que, apesar de publicar tão pouco, há muitas pessoas que continuam a passar por aqui todos os dias. Muito mais do que poderia imaginar. E isso deixou-me muito feliz e deu-me uma motivação extra para continuar.
Vamos lá :)


Ingredientes:
massa a gosto (usei radiatori integral)
300 gramas de cogumelos portobello
1 punhado generoso de espinafres
1 tomate grande
1 ovo (por pessoa)
1 cebola picada
azeite, sal, queijo parmesão qb


Preparação:
Refogue a cebola em azeite.
Junte os cogumelos cortados grosseiramente e mexa bem.
Retire a pele ao tomate e corte em pedaços pequenos. Junte aos cogumelos. Tempere com sal e orégãos e adicione água até cobrir os cogumelos.
Deixe cozinhar cerca de 10 minutos. Numa panela à parte cozinhe a massa até estar al dente. Escoe e reserve.
Aos cogumelos adicione os espinafres e a massa. Com uma colher "abra" um espaço e coloque os ovos para escalfarem. Deixe cozinhar até o ovo estar pronto.
Sirva de imediato com queijo parmesão ralado por cima.